Exposição de Vilma Sonaglio marca inauguração do V744 Atelier, em Porto Alegre, neste sábado (18)

Na mostra ‘ViCeVeRSa…pode não ser o que é’ a artista exibe três series que mostram metáforas da pandemia, assim como a materialização do virtual

ViCeVeRSa…pode não ser o que é” dá título à exposição que inaugura o V744 Atelier, neste sábado18 de setembro, às 16h. Nesta mostra, a artista visual Vilma Sonaglio, idealizadora da iniciativa, apresenta trabalhos realizados no último ano e meio, no contexto da pandemia.

VEJA: https://www.obrasdarte.com/exposicao-de-vilma-sonaglio-marca-inauguracao-do-v744-atelier-em-porto-alegre-neste-sabado-18/

Vilma Sonaglio, obra da série Hoje…, 100cm x 100cm. Foto: Vilma Sonaglio.
Vilma Sonaglio, obra da série Hoje…, 100cm x 100cm. Foto: Vilma Sonaglio.

Exposição Mata Á VENDA – Alice Shintani – abertura 18 de Setembro

Galeria Marcelo Guarnieri

São Paulo

Alameda Lorena, 1835
São Paulo – SP – Brasil
info www.galeriamarceloguarnieri.com.br

Alice Shintani: Mata À VENDA
período de exposição 18 de setembro a 16 de outubro de 2021

PROGRAME-SE: https://www.obrasdarte.com/exposicao-mata-a-venda-alice-shintani-abertura-18-de-setembro/

Alice Shintani, obra. Foto: Divulgação.
Alice Shintani, obra. Foto: Divulgação.

Exposição virtual de Lúcia Russo no site da Contemporâneos Galeria de Arte

Durante a pandemia, a artista naturalmente observadora, trouxe para nós, cenas das janelas vizinhas, reais ou imaginárias. Todas elas falam da intimidade indiscreta e muitas vezes erótica da mulher contemporânea. Um traço que Lúcia, carrega como característica em seu trabalho, o de trazer essa intimidade sem pudor, como algo natural, isento de julgamentos ou barreiras sociais.

CONFIRA A MATÉRIA: https://www.obrasdarte.com/exposicao-virtual-de-lucia-russo-no-site-da-contemporaneos-galeria-de-arte/

Obra de Lúcia Russo. Foto: Divulgação.
Obra de Lúcia Russo. Foto: Divulgação.

Exposição “Escolha sua Sorte” da artista Rita Sinara

Rita nasceu numa Sexta-Feira 13, dia ideal para o nascimento de uma bruxa, nos presenteia nesta Sexta-Feira 13 de agosto de 2021, dia de seu aniversário, sua primeira exposição solo com 13 Oráculos criados a partir de cartas de sua coleção pessoal de baralhos, reunida em 35 anos de ofício como Oráculo.

Rita Sinara dedicou sua vida a pesquisa sobre a Magia, entregando-se ao auxílio do próximo através de sua mediunidade, acessando Passado e Futuro, Emoções e Sentimentos, tornando-se referência em uma profissão onde o “Jogo” de Cartas mostra caminhos, possibilidades, mostra a “Sorte” a quem a ela confia.

CONFIRA MAIS DETALHES: https://www.obrasdarte.com/exposicao-escolha-sua-sorte-da-artista-rita-sinara/

Rita Sinara. Foto: Divulgação.
Rita Sinara. Foto: Divulgação.

Eles já estavam aqui

Os trabalhos apresentados possuem um pluralismo de cores e formas, composições e olhares de artistas nativos dos mais distintos cenários brasileiros. “Sem nos atermos às discussões de nomenclaturas da Arte “dita” popular, como ingênua, espontânea, naif ou não erudita, nos apraz apresentar um conjunto potente, extenso e, sobretudo, plural”, explica Daniel Maranhão.

Os artistas selecionados “são indivíduos cuja criatividade espelha um viver assumido, onde a imaginação reintegra e reinventa os objetos do existir. (…..)O fazer artístico, como processo vital ligado a condição humana, encontra nos artistas dessa exposição seus canais amplificadores, onde a partir da sabedoria e das experiências herdadas, transcendem o ato do simples fazer alcançando o “Sonho”, como na frase de Gullar (‘a arte existe porque a realidade não basta… O que eu quero é sonho’)”, define o curador.

SAIBA MAIS E VÁ VISITAR: https://www.obrasdarte.com/eles-ja-estavam-aqui/

Autor: Mestre Guarany, Título: Carranca, Ano: Década de 70, Técnica: Escultura em madeira policromada, Dimensões: 99 x 31 x 50 cm. Foto: Divulgação.
Autor: Mestre Guarany, Título: Carranca, Ano: Década de 70, Técnica: Escultura em madeira policromada, Dimensões: 99 x 31 x 50 cm. Foto: Divulgação.

Mostra de arte em cerâmica apresenta trabalhos de 13 ceramistas de Brasília

Reunir artistas, que se dedicam a essa expressão artística e apresentar ao público seus segredos, é a proposta do primeiro Cobogó de Cerâmica a ocorrer dia 14 de agosto (sábado), das 10h às 20h na 704/705 Norte. Todas as obras, peças e objetos expostos estarão à venda.

Apenas observar e tocar a cerâmica artesanal, não revela os processos pelos quais ela atravessa. São delicados momentos de modelagem, secagem controlada, acabamento, esmaltação e duas queimas lentas para se ter a peça pronta.

CONFIRA TODOS OS DETALHES: https://www.obrasdarte.com/mostra-de-arte-em-ceramica-apresenta-trabalhos-de-13-ceramistas-de-brasilia/

Julia Gonzales. Foto: Marisa Mendonça.
Julia Gonzales. Foto: Marisa Mendonça.

Exposição “Terra de ninguém” de Elisa Bracher na Galeria Estação

Pelo gesto do fazer, presente de modos diversos na produção e no percurso artístico de Elisa Bracher, “Terra de ninguém”, individual da artista na Galeria Estação, em SP, expõe a partir da sua poética contemporânea, figurações e objetos de vestígios de artefatos, matérias-primas e técnicas manuais tradicionais. A exposição, que estreia em 28 de agostosábado, às 11h, e permanece em cartaz até 2 de outubro de 2021, apresenta 35 obras dispostas em três espaços da Galeria, entre elas, desenhos, monotipias, pinturas em papel, gravuras, esculturas e uma instalação.

Na entrada da Galeria Estação, uma enorme escultura em madeira angelim curvada na parede e pousada no chão, inclina-se em direção ao espectador. Na realidade, esse trabalho parte da forma das gamelas, esses antigos utensílios nos quais se guardavam alimentos e refeições, e no espaço expositivo desequilibra o nosso olhar e perde a sua funcionalidade originária.

SAIBA MAIS: https://www.obrasdarte.com/exposicao-terra-de-ninguem-de-elisa-bracher-na-galeria-estacao/

Elisa Bracher, Sem titulo, 2018, Monotipia sobre papel de arroz com interferência de giz litografico, óleo de linhaça, pigmento e verniz, 44 x 74 cm. Foto: Divulgação.
Elisa Bracher, Sem titulo, 2018, Monotipia sobre papel de arroz com interferência de giz litografico, óleo de linhaça, pigmento e verniz, 44 x 74 cm. Foto: Divulgação.

Samba ganha exposição temática com coletivo Entreartes

O samba ganha homenagem na nova exposição do coletivo Entreartes, que será aberta dias 10 e 12 de agosto, na Sala Carlos Couto, ao lado do Theatro Municipal de Niterói, RJ. Bia Torres, Cesar Coelho Gomes, Lia Berbert, Renata Barreto, Rudi Sgarbi e Wil Catarina mostrarão trabalhos inspirados no ritmo, em “Samba na alma, samba no pé”, que tem entrada franca e vai até 28 de setembro.

“Desafiamos os artistas a traduzir, cada um através de sua poética, um pouco desse espírito, que fala muito de miscigenação, de integração e de resistência que são próprias do nosso país. Eles foram convidados a pensar como traduzir esse nosso patrimônio cultural tão alegre e tão brasileiro”, explica a curadora da mostra, Ana Schieck.

CONFIRA: https://www.obrasdarte.com/samba-ganha-exposicao-tematica-com-coletivo-entreartes/

Pintura de Lia Berbert, Trem das onze, na exposição Samba no pé, samba na alma. Foto: Divulgação.
Pintura de Lia Berbert, Trem das onze, na exposição Samba no pé, samba na alma. Foto: Divulgação.

O CCBB Educativo do Rio celebra o Dia do Folclore Brasileiro e oferece atividades on-line e presenciais para todos os públicos

O Programa CCBB Educativo – Arte & Educação desenvolve ações que estimulam a experiência, a criação, a investigação e a reflexão através de processos pedagógicos, artísticos e curatoriais. Todo mês oferece visitas educativas, cursos, oficinas, encontros e práticas culturais. As atividades dialogam com a programação do CCBB e destinam-se a todos os públicos, com ações inclusivas e afirmativas para estreitar as relações com a comunidade escolar, educadores, pessoas com deficiência, famílias, organizações não-governamentais, movimentos sociais, profissionais dos campos da arte, cultura e interessados.

CONFIRA: https://www.obrasdarte.com/o-ccbb-educativo-do-rio-celebra-o-dia-do-folclore-brasileiro-e-oferece-atividades-on-line-e-presenciais-para-todos-os-publicos/

Visita mediada presencial. Divulgação.
Visita mediada presencial. Divulgação.

EXPOSIÇÃO DE NOA ESHKOL GANHA ESPAÇOS DA CASA DO POVO

Mostra da artista israelense integra a programação da 34ª Bienal de São Paulo. Centro Cultural do Bom Retiro recebe documentos, obras têxteis (wall carpets) e vídeos

A Casa do Povo recebe a partir de 21 de agosto, sábado, às 10h, a exposição Noa Eshkol: Corpo Coletivo, da coreógrafa, teórica e artista israelense Noa Eshkol.

As obras de Eshkol também estarão na 34ª Bienal de São Paulo, que poderá ser visitada gratuitamente no Pavilhão Ciccillo Matarazzo, no Parque Ibirapuera, de 4 de setembro a 5 de dezembro de 2021.

SAIBA MAIS: https://www.obrasdarte.com/exposicao-de-noa-eshkol-ganha-espacos-da-casa-do-povo/

Noa Eshkol, Sunset by the Lake, 1995, wool, cotton, corduroy, silk, polyamide, polyester, 254 x 221 cm with fringe. Courtesy The Noa Eshkol Foundation for Movement Notation, Holon, Israel, and neugerriemschneider, Berlin. © The Noa Eshkol Foundation for Movement Notation, Holon, Israel. Photo: Jens Ziehe, Berlin.
Noa Eshkol, Sunset by the Lake, 1995, wool, cotton, corduroy, silk, polyamide, polyester, 254 x 221 cm with fringe. Courtesy The Noa Eshkol Foundation for Movement Notation, Holon, Israel, and neugerriemschneider, Berlin. © The Noa Eshkol Foundation for Movement Notation, Holon, Israel. Photo: Jens Ziehe, Berlin.