Rodrigo Silva – “Sobre a luz Divina da arte naif”

Meu nome completo é Rodrigo Manoel da Silva, mas assino como Rodrigo S.. Nasci no Brasil, cidade de São José do Rio preto, interior de SP, desenvolvi o dom desde de pequeno, com um estilo próprio… nunca fiz aulas de pinturas, tudo intuitivo à mão livre…

CONFIRA A ENTREVISTA COMPLETA: https://www.obrasdarte.com/rodrigo-silva-sobre-a-luz-divina-da-arte-naif/

Obra de Rodrigo Silva.
Obra de Rodrigo Silva.

Stevenson Moschini (Stephanus) – “Abertura ao diferente”

Eu sou piracicabano, graduado em Geografia pela UNESP de Rio Claro e com mestrado em Educação, no núcleo de Filosofia, na UNIMEP – Piracicaba. Alguns hobbies são cinema, marcenaria, dança e música, muita música.

Desde a adolescência sou um apreciador e pesquisador da música brasileira e ativista em movimentos em prol da cultura. Sempre buscando caminhos em volta das manifestações artísticas, entre a música e as artes plásticas.

CONFIRA A ENTREVISTA COMPLETA: https://www.obrasdarte.com/stevenson-moschini-stephanus-abertura-ao-diferente/

Abertura ao diferente.
Abertura ao diferente.

Marídea Soares – “A arte deixa escapar traços que espelhos não refletem”

“Eu procuro estudar a harmonia das cores e o equilíbrio da composição. Não busco uma técnica propriamente, mas procuro concentrar-me na temática da obra e na ideia que pretendo passar para o espectador. Busco algo divertido aos olhos. Gosto de brincar com realidade e fantasia. Espero que minhas pinturas consigam transmitir esse sentimento.”

CONFIRA A ENTREVISTA COMPLETA: https://www.obrasdarte.com/maridea-soares-a-arte-deixa-escapar-tracos-que-espelhos-nao-refletem/

Obra “O Ritual do Café”, 2021 de Marídea Soares.
Obra “O Ritual do Café”, 2021 de Marídea Soares.

Tássia Reis – “A expressão feminina em sua plenitude”

“Embora eu mesma ainda não tenha muita experiência, posso aconselhar, para quem está começando agora, a pensar nas obras que mais te tocam o coração e buscar estudá-las, tanto tecnicamente quanto conceitualmente. Permita-se também a ousar e inserir ideias próprias, não se limite! Aos poucos você irá consolidar a sua identidade artística. (..)”

CONFIRA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA: https://www.obrasdarte.com/tassia-reis-a-expressao-feminina-em-sua-plenitude/

Obra de Tássia Reis.
Obra de Tássia Reis.

Dayana Trindade – “Relevância Artística. A arte como elo de comunicação entre o artista, a sociedade e a natureza”

“A arte hoje tem um desafio significante. Apesar de estarmos mais livres para desenvolver arte, muitos artistas sentem-se pressionados a desenvolver uma arte que seja “vendida”. E, acabam contruindo uma arte da “moda”. Vejo que existe uma tendência que acaba sendo replicada por muitos artistas, devido a necessidade financeira e para serem aceitos na sociedade. (..)”

CONFIRA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA: https://www.obrasdarte.com/dayana-trindade-relevancia-artistica-a-arte-como-elo-de-comunicacao-entre-o-artista-a-sociedade-e-a-natureza/

Título da Obra: A parábola do semeador. Ano: 2020. Dimensões: 65×55 cm. Técnica: Mista. Pintura em tinta acrílica. Artista Plástica Dayana Trindade. Local: Cuiabá/MT.
Título da Obra: A parábola do semeador. Ano: 2020. Dimensões: 65×55 cm. Técnica: Mista. Pintura em tinta acrílica. Artista Plástica Dayana Trindade. Local: Cuiabá/MT.

Paulo Vitor Carneiro – “Arte, a união do concreto ao abstrato”, por Edmundo Cavalcanti

2- Como e quando se dá o seu primeiro contato com as Artes?

Sempre gostei de desenhar e eventualmente, dava umas “espatuladas”… Em 2014, uma arritmia cardíaca me obrigou a reduzir minhas atividades técnicas. Busquei então ajuda com um professor de pintura, mas, logo conclui que pincéis, paisagens, casarios etc., não me preenchiam. Sem a menor dúvida o abstracionismo era o caminho.

CONFIRA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA: https://www.obrasdarte.com/paulo-vitor-carneiro-arte-a-uniao-do-concreto-ao-abstrato-por-edmundo-cavalcanti/

Obra de Paulo Vitor Carneiro.
Obra de Paulo Vitor Carneiro.

Helenita Teixeira – “Necessidade de criar”, por Edmundo Cavalcanti

“A minha influência sou eu mesma. Não gosto de imitar nenhuma pessoa ou trabalho. Necessito sempre de criar. Observando diversos materiais, olho tudo e daí nascem as ideia. (..)”

CONFIRA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA: https://www.obrasdarte.com/helenita-teixeira-necessidade-de-criar-por-edmundo-cavalcanti/

Obra de Helenita Teixeira.
Obra de Helenita Teixeira.

Zé Natal Torsani – “Beleza silenciosa”, por Edmundo Cavalcanti

Nasci em Novo Horizonte/SP, atualmente resido em São Paulo/Capital e tenho o ensino médio completo.

Aos meus 5 anos de idade comecei a perder a audição e aos 18 anos anos perdi a audição totalmente e hoje consigo após muito treinamento fazer leitura labial.

CONFIRA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA: https://www.obrasdarte.com/ze-natal-torsani-beleza-silenciosa-por-edmundo-cavalcanti/

Obra de Zé Natal Torsani.
Obra de Zé Natal Torsani.

Gracia Saad – “Arte, uma missão”, por Edmundo Cavalcanti

1- Onde você nasceu? E qual sua formação acadêmica?

Nasci em São Paulo – Capital. Fiz Curso de enfermagem na Cruz Vermelha e Artes na Escola Pan-americana de Arte.

2- Como e quando se dá o seu primeiro contato com as Artes?

Meu primeiro contato com a arte foi na infância.

CONTINUA: https://www.obrasdarte.com/gracia-saad-arte-uma-missao-por-edmundo-cavalcanti/

Gracia Saad é Artista Plástica.
Gracia Saad é Artista Plástica.

Cleri Biotto – “A arte é a vida que amanhece”, por Edmundo Cavalcanti

(..) Desde adolescente, sempre gostei de desenhar e pintar. Claro que eram tentativas de dar vasão à sensibilidade que aflorava para as artes. Mas só fui me dedicar a esse processo criativo a partir de 2003 quando comecei a frequentar um atelier aqui em São Carlos/SP, cidade onde moro desde 1980. Foi o momento de estudar, entrar em contato com técnicas, até então desconhecidas para mim. (..)

CONFIRA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA: https://www.obrasdarte.com/cleri-biotto-a-arte-e-a-vida-que-amanhece-por-edmundo-cavalcanti/

Obra de Cleri Biotto. Foto: Divulgação.
Obra de Cleri Biotto. Foto: Divulgação.